CBOE divulga seus planos para contratos futuros de Bitcoins


A CBOE, exchange localizada em Chicago, publicou em seu blog na semana passada, detalhes técnicos de seus planos para lançar contratos futuros da moeda digital. O contrato será listado sob o símbolo XBT – isso é claro, se for aprovado pelos órgãos regulamentadores nos EUA. O projeto que vem sendo desenvolvido desde agosto já faz parceria com a Gemini, startup baseada em Nova Yorque que forneceu dados para a empresa.

Esse é um projeto que aumenta ainda mais as chances de progresso do Bitcoin e cria uma tendência de produtos derivativos ligados ao mercado de criptomoedas. Em um contrato futuro, duas partes concordam em negociar um ativo – nesse caso, o bitcoin – a um preço pré-determinado. Aqueles envolvidos no acordo buscam lucrar com a diferença entre o preço cotado e o preço real na data em que o contrato expirar.

O Grupo CME (Chicago Mercantile Exchange), principal e mais diversificado mercado de derivativos, está correndo contra o tempo para lançar seu próprio produto dentro de semanas, e startups com a LedgerX estão buscando novos mercados para a troca desses contratos.

LEIA TAMBÉM: Bitcoin Wallet em seu biochip xNT (NFC)

E embora a data exata da listagem não esteja disponível, BKLAo site da CBOE teve outros pontos de interesse relacionados à listagem do XBT, incluindo a indicação de que ambos os contratos semanais e trimestrais estarão disponíveis. O multiplicador do contrato listado é 1 BTC, de acordo com a CBOE, e os pagamentos serão feitos em dinheiro.

Sobre os esforços para desenvolver o produto, Russell Rhoads, Diretor de Produtos da CBOE escreveu que os leitores podem querer evitar tentar prever como os preços futuros se relacionarão com o preço de hoje, observando:

“A pergunta que estou ouvindo constantemente é:” Como os preços futuros se relacionam com o preço do bitcoin local? “, e a melhor resposta (e mais honesta) que posso dar é:” Eu não sei “. … Pessoalmente, acho que a melhor estratégia é ver o que o mercado nos diz quando os contratos futuros de bitcoin estiverem disponíveis para negociação “.

Rhoads também fez uma comparação entre o índice de volatilidade do CBOE, o índice de volatilidade do mercado de ações e o grau de flutuação dos preços do bitcoin, achando que “eles são bastante parecidos”.