Banco russo responsável por alta em preços de placas de vídeo

 

A Rússia vem sofrendo escassez de placas de gráfico que podem ser usadas para minar criptomoedas, causando os preços em alguns locais a quase dobrar. A empresa chinesa líder em vendas online Alibaba reportou em junho que houve uma alta na demanda por placas de vídeo na Rússia. Essa placas são utilizadas para minerar criptomoedas.

No entanto, não foram apenas clientes residenciais que compraram a maioria desses cartões. O banco, Sderbank, de propriedade estatal, admitiu a compra e pediu desculpas por ter causado escassez.

Sberbank, o maior banco da Rússia e terceiro maior da Europa, é de propriedade maioritária do governo russo. De acordo com o vice-presidente sênior, Alexander Vedyakhin, o laboratório de pesquisa do banco estava por trás da falta de dispositivos.

“Nós investimos muito em tecnologia e devemos, aliás, desculpar-nos por essa escassez no mercado de cartões de vídeo, que ocorreu recentemente, porque os compramos para o laboratório de inteligência artificial “

disse Vedyakhin na conferência internacional de Sberbank sobre análise de dados, aprendizagem mecânica e inteligência artificial. No entanto, ele indicou que em breve a escassez acabará “porque nós atendemos a nossa necessidade”.

 

Bancos Minerando Criptomoedas?

 

Apesar de representantes do Sberbank afirmarem que “ainda não estão prontos” para utilizar criptomoedas, o banco admitiu que as estão estudando em detalhes, de acordo como seu vice-presidente executivo, Stanislav Kuznetsov:

“Não estamos com medo das criptomoedas, mas para nos defendermos, devemos entender em detalhes como scammers operam, devemos estudar cada passo… Hoje estamos estudando em profundidade esse tópico, mas infelizmente, ainda não possuímos soluções em como avançar nesse assunto, ainda não estamos preparados.”